23 agosto 2010

Terapia com cristais quânticos

A terapia com cristais quânticos (também chamados de cristais radiônicos) surgiu em 2008, fruto do trabalho de pesquisa do engenheiro paulista Raul Breves, formado em radiestesia e acupuntura (http://www.medichina.com.br/). Conheci este trabalho em um curso realizado no Hospital Militar de Recife, do Exército, para formação de multiplicadores do Núcleo de Estudos em Terapias Integradas. Este núcleo existe desde 2004, e lá são realizados atendimentos nas áreas de acupuntura, Reiki, auriculoterapia, osteopatia, shiatsu, medicina Ayurvédica, reflexologia podal e outras práticas integrativas.

Neste curso foram ensinadas várias técnicas de tratamento classificadas como terapias integradas, cujo nome vem do inglês "integrative medicine" . Estas terapias têm em comum o fato de considerarem o homem como um ser integral, tanto na saúde como na doença. Assim, quando o homem adoece, é o todo que está doente e não as partes. Partindo deste princípio, para corrigir o problema e restituir a saúde, o tratamento deve abranger o ser humano inteiro, formado por corpo físico, que é a parte material e espírito (alma, eu superior, eu divino) que representa a parte imaterial.

Os cristais quânticos são cristais de quartzo que recebem uma programação energética, feita através de uma técnica que utiliza aparelhos de radiônica, conhecimentos de medicina tradicional chinesa e radiestesia. O tratamento consiste na aplicação destes cristais em pontos de auriculoterapia. A grande diferança em relação à auriculoterapia chinesa e francesa é quanto ao resultado obtido com a aplicação destes cristais específicos.

Por meio desta prática consegue-se eliminar mágoas antigas, traumas e vivências desagradáveis que tenham ficado armazenadas na memória afetiva (ou campo emocional) do indivíduo. O paciente recorda o trauma sofrido, vivencia as sensações passadas como se estivessem ocorrendo no presente. Neste momento são aplicados os cristais. As reações são impressionantes. O choro cessa, o coração volta aos batimentos normais, e todas as emoções negativas desaparecem, em poucos minutos. O paciente pode, então, recordar os fatos passados, porém agora sem a ligação com os sentimentos ruins. Relembra os fatos, mas os desvincula das emoções às quais estavam associados.

Ao final da sessão, o presente do terapeuta.... o sorriso do paciente depois do choro. Não tem preço, é um momento impagável.

Tenho utilizado esta técnica com resultados surpreendentes, alguns dos quais compartilho com vocês neste blog.

Trata-se de uma técnica recente, que tem tudo para crescer e ganhar o mundo. É um presente de Deus para nós. Podemos poupar muitos anos de sofrimento ao apagar, em poucos minutos, as mágoas contidas nos registros de nosso corpo emocional (astral).

Mas temos que ter cuidado em não abandonar outras técnicas de cura maravilhosas, que podem e devem ser usadas simultaneamente. É como remexer em uma ferida, para poder cicatrizá-la. Mexemos nas feridas emocionais, e estas também precisam de um período de "cicatrização". Este tempo varia de uma pessoa para outra, e é indispensável o acompanhamento com o médico ou com o terapeuta para dar continuidade ao processo de tratamento.

A cura verdadeira só pode ser obtida pelo próprio paciente. O médico é um facilitador. Ele pode, através das técnicas e dos medicamentos ajudar o indivíduo a recuperar sua saúde, a retornar ao seu estado de equilíbrio. Portanto, quando for se submeter a um tratamento, esteja de corpo e alma, desejando fortemente a cura, que os resultados virão.

Namastê!

Olá, seja bem vindo ao blog Pilão Quântico!

Este é um projeto nascido do entusiasmo e do desejo de espalhar a luz.
Podemos dizer que é um coletivo, palavra em moda hoje entre os antenados ;)

Eu, Aline Mendes, arquiteta e mãe de três, irmã da Dra. Paula e igualmente alternativa, criei o blog, registrei o domínio, configurei, fiz o parto! Sou sua primeira e mais fiel paciente e fã, e achei que as idéias brilhantes da minha irmãzinha não podiam ficar restritas aos ouvidos mais íntimos.

Nossa irmã mais velha, Cacau Mendes, também brilhante, claro, é uma inspiradíssima designer. E foi dela a criação da mágica imagem do pilão envolto em um turbilhão de energia, depois traduzida em palavras.

Inspiração, sincronicidade, energia.

Leia e delicie-se!