02 maio 2011

Pesquisa mundial sobre satisfação de consumidores de Homeopatia

A Liga Médica Homeopática Internacional (LMHI) em parceria com a Associação Européia de Consumidores (Euroconsumers) está realizando uma pesquisa internacional para avaliar a satisfação de consumidores de homeopatia.

Esta pesquisa está sendo desenvolvida simultaneamente em sete países: Bélgica, França, Alemanha, Itália, Espanha, Portugal e Brasil.

No Brasil, a organização está sendo realizada pela Federação Brasileira de Homeopatia, da qual faço parte da diretoria, e pela PRO TESTE (Associação de Consumidores no Brasil). O NETI-HMAR (Núcleo de Estudos em Terapias Integrativas do Hospital Militar de Área de Recife) está participando do projeto, através do ambulatório de homeopatia. Os primeiros questionários já estão sendo distribuídos aos pacientes. O término da pesquisa será em janeiro de 2012, e os resultados serão divulgados no início de 2012.

A última pesquisa desenvolvida, nestes moldes, pela LMHI foi publicada em 2002 com o título: Homeopathy and health related quality of life: a survey in six European countries. Homeopathy, 2002 Jan; 91(1):18-21. Este estudo é usado como referência em pesquisas de homeopatia.

O presente trabalho mostra o esforço conjunto de vários países em defesa da prática da Homeopatia. Muitos no mundo, hoje, se preocupam em defender práticas de medicina que claramente favorecem os ganhos de grandes laboratórios e empresas fabricantes de produtos médicos. Na contramão da maioria que adota essa postura, está esse grupo de homeopatas, que trabalha ativamente para comprovar os resultados de uma prática médica que já conta 215 anos de existência.

As práticas alternativas/integrativas de tratamento estão incomodando, não é de hoje, os que ganham com a medicina alopática, principalmente no que se refere às técnicas de alto custo, muito rentáveis aos seus donos. Todos têm seu espaço, e a tecnologia de ponta tem contribuído positivamente para amenizar dores e curar doenças. O que não é aceitável e não está em consonância com o mundo atual, é um grupo querer se sobrepor ao outro, considerando-se o dono da verdade. Aos doentes deve ser dada a opção de escolha do tratamento. Todas as práticas médicas, sejam as convencionais, sejam as consideradas alternativas, desde que exercidas com seriedade e responsabilidade, merecem o respeito da comunidade médica e científica internacional, não se tolerando prepotência e arrogãncia infundadas de uma em relação à outra.

A Homeopatia é, e sempre foi, fundamentada em critérios científicos, e os trabalhos atuais vêm comprovar tal verdade. As pesquisas na área da física quântica vêm desvendando os mistérios do mundo no nível sub-atômico. Daí virão as respostas para o mecanismo de ação dos medicamentos homeopáticos. Por ora, vamos fazer o que nos compete: arregaçar as mangas, atender os doentes e contribuir com pesquisas como essa, de satisfação de usuários de homeopatia.

Um comentário:

Aline Mendes disse...

Uau! Fantástico esse artigo! Sucesso nas pesquisas!